Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um prognóstico que subscrevo

por Paulo Gorjão, em 31.12.15

Francisco Assis: "Esta legislatura não vai durar quatro anos dada a estrutural instabilidade da presente composição parlamentar. António Costa, para ter sucesso, terá de ter condições para escolher o tema e o momento da crise política anunciadora do seu fim. É aí que tudo se vai jogar e tal poderá suceder muito mais cedo do que antevêem a maioria dos analistas."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:10

O erro de Ed Miliband

por Paulo Gorjão, em 14.05.15

Ao cuidado dos ultras do PS, Francisco Assis, em linha com o que também foi dito por David Miliband: "Ed Milliband, o candidato trabalhista derrotado, optou por um caminho diferente. Renegou a herança blairiana e reposicionou o partido substancialmente mais à esquerda, com um discurso insuficientemente atento às questões económicas e muito centrado na apresentação de promessas no plano social. Os britânicos, ou pelo menos a parte deles que decidiu o resultado eleitoral, desconfiaram deste caminho. Há indubitavelmente mais razões para explicar este insucesso mas esta parece-me a mais importante. Na hora da verdade, o projecto trabalhista soçobrou por um problema de credibilidade. Claro que o futuro não passará por um regresso acrítico ao blairismo e aguarda-se com expectativa a discussão que antecederá a escolha de um novo líder. Agora uma coisa ficou clara – o centro-esquerda só está em condições de ganhar eleições se associar credibilidade económica com um forte compromisso com a justiça social."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Les jeux ne sont pas faits

por Paulo Gorjão, em 30.07.12
Olhando para algumas reacções às declarações de António Costa até parece que o presidente da CML será secretário-geral do PS no dia em que assim entender. Não é por nada, mas parece-me precipitado escrever desde já o óbito político de António José Seguro. Igualmente importante: até parece que Francisco Assis ficará impávido e sereno a ver as manobras políticas de terceiros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36

Incontestável [2]

por Paulo Gorjão, em 29.07.12
Carlos Zorrinho afirmou que era incontestável que seria António José Seguro o candidato do PS à liderança do Governo. Ainda não passou uma semana e António Costa relembra que tem qualidades para ser secretário-geral do PS. A lista de militantes socialistas que consideram ter essas qualidades inclui também Francisco Assis, caso contrário não se tinha candidatado anteriormente.
Incontestável, disse Zorrinho?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16


O autor

Paulo Gorjão. Blogging since 2003, de acordo com a norma ortográfica antiga.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D